Tratamentos para as estrias

As estrias são lesões irreversíveis e portanto não existe um tratamento que faça a pele voltar ao que era antes.

Os tratamentos visam melhorar o aspecto das lesões, estimulando a formação de tecido colágeno subjacente e tornando-as mais semelhantes à pele ao redor.

Vale ressaltar que, no caso de estrias recentes, são lesões avermelhadas que podem ser removidas com a luz intensa pulsada ou lasers que tem como alvo o pigmento avermelhado das mesmas. Quanto mais precoce o tratamento, melhor o resultado. Essas estrias recentes podem chegar a desaparecer completamente.

Para lesões mais antigas, as estrias brancas, podemos usar as seguintes terapêuticas:

Microdermoabrasão: consiste em remover as células mortas da camada mais externa da pele, através de um equipamento que faz uma esfoliação das lesões, estimulando a formação de colágeno e elastina na pele, tratando progressivamente as estrias.

Intradermoterapia – consiste em injeções de substancia na derme, através de uma agulha de 4 mm, visando estimular novo colágeno e melhorar a circulação do local.

Peeling químico - Aplicação de ácidos, que promovem uma descamação local e produção de novas fibras de colágeno, e uma retração das estrias.

Radiofreqüência (Accent) - estimula o colágeno e promove uma reorganização da trama elástica, melhorando o aspecto das estrias.

CO2 fracionado – laser que melhora muito a qualidade da pele e atenua as estrias, podendo ser feitas sessões mensais, e um tratamento muito promissor para as estrias.