Manual dos Shampoos

Tire as suas dúvidas referente ao uso do shampoo

1. Shampoo antiqueda funciona?
Sim, quando os casos de queda se devem ao fato do couro cabeludo estar repleto de oleosidade, entupindo o bulbo capilar, não permitindo que os fios recebam oxigênio e demais itens necessários, provocando assim sua queda, o shampoo antiqueda é indicado, pois o mesmo irá retirar todas as impurezas dos poros capilares.

Geralmente, esse tipo de shampoo é composto por elementos refrescantes como o broto de bambu, hortelã entre outros, que proporcionam uma extrema sensação de limpeza e refrescância.

2. O que é Ph do shampoo?
O significado deste termo quer dizer fator de hidrogênio que regula a acidez e a alcalinidade de qualquer substância na natureza. No caso dos cabelos, esta tabela tem um índice de 0 a 12, sendo que o fator de equilíbrio de um fio saudável tem que estar entre 5,5 e 6,5. O mesmo vale para os shampoos.

3. O que significa shampoo sem sal?
O sal, nos shampoos, é representado pelo sódio e tem a função espessante, isso significa que quanto mais grosso for um shampoo, mais sódio ele vai contem.

O que ocorre é que em alguns casos, o sódio resseca muito os fios, causando a perda do brilho natural, deixando-os quebradiços e sem vida. Geralmente, shampoos sem sódio costumam ser de espessura lisa e fininha e indicado, principalmente, para cabelos com algum tipo de alisamento (escova progressiva, definitiva e relaxamento).

4. Shampoo hidrata?
Não. O shampoo tem a função de higienizar (limpar). É um tipo de detergente e/ou sabão que elimina a sujeita e oleosidade excessiva do couro cabeludo e dos fios.

Geralmente, o que ocorre nas fórmulas dos shampoos é a colocação de substâncias que eliminam o ressecamento dos fios, como a cocoamida, extraída do coco, e os parabenos, derivados do silicone. Alguns tipos de shampoos têm condicionantes em sua fórmula, que proporciona maciez às madeixas, porém a principal função de um shampoo, seja qual for o tipo, é LIMPAR!

5. Adicionar receitas caseiras no shampoo é bom para o cabelo?
Mal não irá fazer, mas o que pode ocorrer é que a fórmula do produto perderá sua identidade e até o seu efeito, porque algumas substâncias reagem em contato com outras de maneira aleatória, ou seja, sem controle e isto pode causar irritações no couro, alergias, urticárias, além de perder seu efeito de assepsia.

6. Quais as diferenças entre shampoos para cabelos normais, oleosos e secos?A principal diferença entre os três tipos é a sua intensidade de detergência, ou seja, quanto o shampoo tem poder de adstringência.

No caso do shampoo para cabelos normais, o mesmo possui elementos detergentes em níveis razoáveis, pois fará uma limpeza mais suave. O para cabelos secos, na sua fórmula possui elementos que evitam retirar as fibras capilares -queda - dos fios nas lavagens, pois sempre acontece quando esfregamos os fios nas lavagens, já que os itens espumógenos desse tipo de shampoo são mais fracos.

Em shampoos para cabelos oleosos é o inverso que ocorre: este produto tem grande poder de detergência, grande espumosidade e aderência nas fibras capilares, retirando todas as impurezas dos fios e do couro cabeludo, foi a partir deste tipo de shampoo que as indústrias criaram o shampoo de limpeza profunda.

7. É verdade que o cabelo se acostuma com o shampoo?
Não, o que ocorre é que o shampoo passa a exercer um fator de limpeza em todas as lavagens, fazendo com que a pessoa se acostume com ele.

8. Shampoo infantil deve ser usado até que idade?
Até a idade em que ele faça seu efeito, em algumas crianças, isso é mais demorado. Em outras, é mais rápido o amadurecimento, tendo então que se utilizar shampoos de adultos.

9. Colocar anticoncepcional no shampoo funciona?
Não, isso é meramente lenda.

10. Shampoo 2 em 1 funciona?
Em alguns casos sim, principalmente em cabelos menos oleosos ou desgastados.

11. Ao lavar os cabelos, quantas vezes são necessárias aplicar o shampoo?
Em média, duas vezes por lavagem.